Acessibilidade

TUNA FEMININA DO ISEL

Em maio de 1994, um grupo de alunas do ISEL, além de um curso de Engenharia (que ansiavam concluir!),  tinham em comum amizades e um grande gosto pela música e Tradições Académicas pelo que se uniram, pegaram nas guitarras e criaram a Tuna Feminina do ISEL.

Em Maio de 2004, a TFISEL assinalou o seu X Aniversário com a criação do Tradições - Festival de Tunas Femininas do ISEL, sucessor dos Encontros de Tunas do ISEL e do Engitunas.

OS OBJETIVOS

O seu objectivo primordial é divulgar e promover a música académica, que encontra as suas raízes na música popular portuguesa. Como tal, há muito que as tunas deixaram de ser simples movimentos académicos, representativos de uma instituição, e tornaram-se entidades que preservam a cultura popular nacional, mantendo vivas as nossas mais ancestrais tradições.

OS INSTRUMENTOS.

Aliados à música tradicional surgem nas tunas os mais variados instrumentos populares, podendo mesmo afirmar-se que alguns foram recuperados tendo sido salvos do esquecimento, entre eles estão os cavaquinhos, bandolins, guitarras, violas braguesas, flautas, adufes, bombos, ferrinhos, castanholas, pandeiretas e outros mais eruditos como o contrabaixo e a flauta transversal.
Desde a sua formação a Tuna Feminina do I.S.E.L. tem sido convidada a participar em Encontros e Festivais de Tunas (tendo arrebatado alguns prémios!), Bençãos de Pastas e Baptismos de Caloiros; actos de beneficiência; a animar colóquios, exposições, conferências, feiras e festas ... Sempre a representar o Instituto e o bom Espírito Académico!