Acessibilidade

Mobilidade Docentes

Mobilidade de Pessoal Docente para Missões de Ensino
ERASMUS+ Staff Mobility for Teaching - STA - 

Candidaturas 2016/2017 até 31 dezembro 2016

 

A mobilidade de Pessoal Docente é uma das atividades centrais na cooperação internacional, que visa contribuir para a promoção da dimensão europeia e da qualidade do Ensino Superior. Para além disso, a realização de uma Missão de Ensino ERASMUS representa, para o próprio docente, uma oportunidade de valorização pessoal e profissional. 

A mobilidade de docentes para fins de ensino terá a duração de 2 dias (mínimo 8 horas de lecionação) a 2 meses, período durante o qual o docente dará aulas numa instituição com a qual o IPL possui um acordo interinstitucional, obrigatoriamente localizada num dos países participantes no Programa (Estados-membros da UE, Antiga República Jugoslava da Macedónia, Islândia, Listenstaine, Noruega e Turquia).

Para formalizar a candidatura, o docente terá de:

1) ler atentamente o Regulamento Erasmus+

Nota - No processo de candidatura deverá ser indicada a IES a que se candidata, localizada num Estado -membro da União Europeia, no Espaço Económico Europeu ou num país em adesão à União Europeia, que tenha um acordo interinstitucional ERASMUS+ estabelecido com o ISEL.

2) preencher e assinar a ficha de candidatura;

3) acordar formalmente o Programa da Missão de Ensino/ Staff Mobility for Teaching - Mobility agreement, em conjunto com a instituição parceira, antes da missão ter início.

Estes 2 últimos documentos têm obrigatoriamente de ser remetidos ao Núcleo de Relações Internacionais, juntamente com fotocópias do Bilhete de identidade e do Cartão de Contribuinte - ou Cartão de Cidadão - do docente candidato.

Depois da seriação, o Núcleo de Relações Internacionais pede a emissão do seu Contrato de Docente ERASMUS+ e, caso se aplique, o pedido de pagamento da Bolsa ERASMUS+, de acordo com a tabela de bolsas definida anualmente pela Agência Nacional ERASMUS+.

N.B.: Compete ao docente fazer o seu próprio pedido de deslocação em serviço ao estrangeiro, ao abrigo do Programa ERASMUS+, Missões de ensino STA

Após a realização da Missão de Ensino, o docente dispõe do prazo máximo de 15 dias para entregar no GRIMA os documentos finais:

a) Declaração comprovativa de realização da missão de ensino (incluindo o local visitado, os dias de trabalho, o plano de trabalho e os objetivos concretizados)

b) Relatório Final de Docente, a preencher online, através de um e-mail enviado diretamente ao docente pela Comissão Europeia 

c) Inquérito anónimo – A receber via email