Acessibilidade

ISELGREEN

ISELGREEN - EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

 

Atualizações dos consumos energéticos on time

Visualizar aqui

 

Atualizações da implementação das medidas 
  • 03/02/2020

    Sistema fotovoltaico entra em funcionamento. Este sistema contempla 1356 painéis fotovoltaicos correspondendo a uma potência nominal de 380 kW.   

    Sistema de Monitorização de Consumos energéticos entra em funcionamento tendo por base 19 pontos de leitura espalhados por várias infra-estruturas do campus do ISEL. 

  • 21/01/2020

    Foi concluída a substituição da cobertura em painéis de fibrocimento por painéis tipo sandwich  dos edifícios E, G e P, correspondendo a uma área total de aproximadamente 6200 m2.

  • 07/01/2020

    O sistema AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado), que climatiza os edifícios A e F está operacional.

    No que respeita ao edifício C, as bombas VEV foram instaladas estando agora o referido sistema em fase de manutenção.

    Mais se informa que estes trabalhos estão previstos no projeto ISELGREEN (POSEUR-01-1203-FC-000039).

  • 06/12/2019

    No âmbito do projeto ISELGREEN (POSEUR-01-1203-FC-000039) no dia 14 de dezembro de 2019 será feita a ligação da Central Fotovoltaica (Unidade de auto geração de 416 kW de energia elétrica para autoconsumo) à rede elétrica do ISEL. Por questões de segurança a realização destes trabalhos obrigam ao corte geral de energia elétrica do campus, o qual decorrerá entre as 14:30 e as 19:00 de sábado (14/12/2019). Neste sentido alerta-se toda a comunidade do ISEL a tomar as devidas precauções relativamente a equipamentos elétricos durante este período. Também no âmbito deste projeto informamos que, segundo informação atualizada da empresa responsável pela empreitada, os sistemas AVAC dos edifícios A, C e F deverão entrar em funcionamento a partir de 18 de dezembro próximo, havendo assim um atraso relativamente ao prazo anteriormente indicado.


  • 18/11/2019

    No âmbito do projeto ISELGREEN (POSEUR-01-1203-FC-000039) ficou concluída a instalação de 35 novas unidades de A/C tipo split nos edifícios P, M e G.

  • 18/10/2019

    No âmbito do projeto ISELGREEN (POSEUR-01-1203-FC-000039) o ISEL conta com a implementação de onze medidas de utilização racional de energia que visam reduzir em cerca de 45% o consumo energético da nossa instituição. Três dessas medidas visam substituir integralmente a unidade AVAC sita no Edifício F e melhorar o funcionamento da unidade AVAC sita no edifício C. Tendo em conta o tempo necessário para a execução dos trabalhos, a partir de hoje (18/10/2019) a climatização dos Edifícios A, C e F será interrompida até finais de novembro. 

    Agradecemos desde já a vossa compreensão para os possíveis constrangimentos decorrentes dos trabalhos indicados para que possamos dar continuidade à melhoria definitiva das condições de trabalho, segurança e saúde da atual e futura comunidade do ISEL.

  • 28/06/2019

    No âmbito do projeto ISELGREEN (POSEUR-01-1203-FC-000039) o ISEL conta com a implementação de onze medidas de utilização racional de energia que visam reduzir em cerca de 45% o consumo energético da nossa instituição. Sete dessas medidas estão já contratualizadas e irão ser implementadas muito em breve.

    Uma dessas sete medidas visa a substituição dos painéis de fibrocimento das coberturas dos edifícios G, P e E do campus do ISEL por painéis tipo sandwich, com a colocação de painéis fotovoltaicos, o que permitirá a remoção dos painéis de fibrocimento que possuem amianto na sua composição química e a melhoraria da eficiência energética dos edifícios em questão.

    A remoção das placas de fibrocimento requer um cuidado redobrado de modo a evitar que haja libertação de partículas de amianto, existindo planos de segurança e saúde específicos e exigentes para este tipo de operação. Para o efeito, o ISEL conta com uma empresa certificada para a remoção e com outra responsável pela fiscalização, segurança e saúde em obra. Adicionalmente, será efetuada uma monitorização da concentração das partículas de amianto no ar enquanto decorrerem os trabalhos e após a sua conclusão, pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge.

    Tendo em conta o tempo necessário para execução dos trabalhos, bem como a minimização de possíveis riscos de exposição às partículas de amianto, os trabalhos decorrerão entre a segunda semana do mês de julho e o final do mês de agosto. Os trabalhos no edifício G decorrerão até 5 de agosto, no edifício P entre 5 e 18 de agosto e no edifício E entre 18 e 31 de agosto. O encerramento temporário de cada edifício durante o período em que serão intervencionados é uma hipótese que está presente e que será decidida mediante os resultados da monitorização. Contudo, de modo a antecipar o cenário mais restritivo, as avaliações académicas que ainda decorrerão no mês de julho agendadas para o edifício G serão realizadas em salas de outros edifícios (informação a ser disponibilizada muito em breve) e encerradas as salas de estudo sitas nos edifícios que estarão a ser intervencionados (em contrapartida a sala de estudo da biblioteca do edifício A irá funcionar 7 dias por semana das 8:00 às 6:00 a partir de 1 de julho). No que diz respeito aos docentes com gabinetes e laboratórios nos edifícios G e E, agradecíamos que antecipassem possíveis alternativas caso o encerramento se venha a verificar imperativo. Por último, o uso do ar condicionado durante o período de intervenção é estritamente proibido.

 
Identificação do projeto

 

Designação do Projeto: Eficiência Energética nos edifícios da Administração Pública Central

Designação da Candidatura: ISELGREEN

Código do Projeto: POSEUR-01-1203-FC-000039

Eixo Prioritário: Apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono em todos os setores

Prioridade de Investimento: A concessão de apoio à eficiência energética, à gestão inteligente da energia e à utilização das energias renováveis nas infraestruturas públicas, nomeadamente nos edifícios públicos, e no setor da habitação

Região de intervenção: Área Metropolitana de Lisboa - Lisboa

Entidade beneficiária: Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Data de aprovação: 09-10-2017 

Data de início: 30-11-2016

Data Prevista de conclusão:31-05-2020

Investimento elegível: 1.890.510,00 €

Apoio financeiro da União Europeia: 1.795.984,50 €

Objetivos, atividades e resultados esperados

O projeto “ISELGREEN” tem particular importância para o Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) pois, a implementação de medidas que visem o aumento da eficiência energética em instalações com necessidades de energia mais significativas permite obter economias de escala e ganhos de eficiência relevantes. É o caso do sector da educação e em particular os edifícios do ISEL, por constituírem uma infraestrutura crítica para o cidadão, cujas instalações são intensamente consumidoras de energia, permitindo assim gerar reduções dos consumos e dos custos de energia. 

No cumprimento do programa Eco.AP que introduz um conjunto de iniciativas que visam dinamizar a concretização de medidas de melhoria da eficiência energética na Administração Pública, para execução a curto, médio e longo prazo nos serviços, organismos e equipamentos públicos, desejando igualmente alterar comportamentos e promover uma gestão racional dos serviços energéticos. O presente projeto “ISELGREEN” enquadrou-se nas três vertentes definidas no aviso de abertura POSEUR-03-2016-65, nomeadamente:

a)  Intervenções que visem o aumento da eficiência energética;

b)      Intervenções ao nível da promoção de energias renováveis para autoconsumo que visam a eficiência energética

c)      Auditorias, estudos, diagnósticos e análises energéticas necessários à realização dos investimentos e à implementação de Planos de Ação de eficiência energética.

Após implementação das medidas previstas no projeto, o consumo atual (referente ao ano de 2016) de 6.9 GWh será reduzido em 3.0 GWh, correspondendo a uma redução do consumo energético primário anual em 43.5%. Tal permite uma subida em duas classes energéticas, passando do nível C para o nível B da certificação energética. 

Medidas de Utilização Racional de Energia

A operação a desenvolver visa a implementação de um projeto integrado de gestão e racionalização energética no Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL), onde consta um conjunto de medidas de melhoria da eficiência energética identificado na sequência de uma auditoria realizada à estrutura existente. Tais medidas, designadas por Medidas de Utilização Racional de Energia (MURE), contemplam:

MURE 1. Instalação de sistema solar fotovoltaico para produção de energia para autoconsumo;

MURE 2. Substituição da iluminação interior por tecnologia LED;

MURE 3. Instalação de sistema solar térmico para AQS;

MURE 4. Substituição dos chillers antigos por dois novos, mais eficientes;

MURE 5. Substituição dos splits por equipamento mais eficiente;

MURE 6. Substituição da iluminação exterior por tecnologia LED;

MURE 7. Aplicação de isolamento térmico pelo exterior nas paredes do Edifício M;

MURE 8. Substituição das bombas de calor existentes no Edifício F por outras mais eficientes;

MURE 9. Instalação de nova Unidade de Tratamento de Ar com melhores eficiências energéticas;

MURE 10. Otimização do consumo em standby, através de sistema de monitorização automático do consumo de energia;

MURE 11. Aplicação de isolamento térmico na cobertura dos edifícios E, G e P, removendo o amianto existente.

 

A implementação destas medidas permitirá ao ISEL atingir os seguintes objetivos: 

  1. Subida de duas classes energéticas constante no Certificado Energético;
  2. Redução efetiva da fatura energética das instalações;
  3. Instalação de equipamentos e redes de elevada eficiência energética;
  4. Redução da dependência de combustíveis fósseis;
  5. Transição para uma economia com baixas emissões de carbono.

Com esta operação o ISEL terá uma poupança energética anual de aproximadamente 140 k€