Passar para o conteúdo principal
Ecossistema

PLANO A SAÚDE C19

PLANO A SAÚDE C19

Cofinanciado por:

covi

 

Project Acronym: PLANO-A-SAÚDE-C19

Project Name: Plataforma Nacional de Observação e Monitorização da Saúde para doenças crónicas e Covid-19

Activity years: 2020-2021

Funding: FEDER através do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização e do Programa Operacional Regional do Alentejo; Programa Operacional Regional de Lisboa - PROJETOS DE I&DT EMPRESAS - COVID-19 (I&D Empresas e Infraestruturas de Ensaio e Otimização)

Topic: TIC aplicadas à Saúde; Tecnologias avançadas aplicadas à Saúde

Global Budget: 338 585,04€

Reference: LISBOA-01-02B7-FEDER-070271/ ALT20-03-02B7-FEDER-070271

Host Institution: WEGENBLOCK, LDA

Partners: Universidade Nova de Lisboa (NOVA IMS), Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo e P. E.,. Egas Moniz – Cooperativa de Ensino Superior CRL, ISEL-Instituto Superior de Engenharia de Lisboa; AR Telecom - Acessos e Redes de Telecomunicações, S.A; IP Telecom, Serviços de Telecomunicações S.A., Universidad de Burgos (Espanha).

Researchers (ISEL):

Professora Doutora Matilde Pato

Ciência ID: FA11-8E2D-DC05

Professor Doutor Nuno Cruz

https://orcid.org/0000-0001-8570-8670

Professor Doutor Carlos Mendes

https://orcid.org/0000-0003-1406-4761

Bolseiro de Investigação Engº Nuno Miguel Simões Gomes

Professor Doutor Nuno Datia

https://orcid.org/0000-0003-1600-0227

Professor Doutor António Serrador

https://orcid.org/0000-0002-7554-3312

Professor Doutor José Simão

Ciência ID: 5413-C0FA-7557

 

Description:

Este projeto tem como objetivos desenvolver, pilotar e avaliar a plataforma PLANO-A-SAÚDE-C19, que agrega a visão de entidades do meio académico-científico, serviços de saúde e tecnologia, numa solução para acompanhamento 24/7 à distância a doentes com COVID-19 e comorbilidades e doenças crónicas.

“Com o advento da COVID-19, tornou-se ainda mais imperativo diagnosticar, tratar e acompanhar doentes através da telessaúde, minimizando a deslocação de cidadãos a instituições de saúde, mantendo o continuum de cuidados e melhorando a qualidade dos serviços prestada pelo SNS. Em termos tecnológicos, a evolução natural passa por aumentar a utilização de vários canais digitais, começando por otimizar a partilha de informação em tempo útil entre os cidadãos com doença e os vários agentes da saúde através de interfaces digitais mais avançadas, e novas ferramentas de apoio ao diagnóstico e decisão para os médicos e profissionais da saúde. É com este intuito que o PLANO-A-SAÚDE-C19 se desenvolve.

O mapeamento das necessidades e requisitos de médicos e cidadãos com patologia que podem ser servidos pela plataforma foi feito por ULSBA e EM, instituições que prestam cuidados de saúde nestas áreas. O desenho e arquitetura da plataforma foi elaborado em consórcio entre a GS, ISEL, NOVA IMS, EM e ULSBA. A plataforma integra componentes desenhados para dar suporte às atividades do processo de acompanhamento em ambulatório.

A solução permitirá também que os doentes tenham um papel mais ativo em vários processos de decisão, estando mais envolvidos no controlo da sua doença e relacionando-se de forma mais eficaz e próxima com os seus médicos e Unidades de Saúde”.

in: https://novacidade.pt/projetos/inteligencia-territorial/

+ info:

https://novacidade.pt/projetos/inteligencia-territorial/

http://planoa.iupi.agency/projecto/